Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘vídeos’

Beck está regravando um álbum inteiro do INXS, Kick, de 1987. Pra já ir divulgando o trabalho, ele pôs na web o vídeo que mostra sua versão da música Guns in the sky, gravada em parceria com Liars, St. Vincent e o brasileiro Sérgio Dias, ex-Mutantes. Veja abaixo:

[Via RollingStone]

Anúncios

Read Full Post »

A PETA (People for Ethical Treatment of Animals) tem uma causa séria: o vegetarianismo por respeito à vida dos animais. Só que as pessoas não ligam para isso, de modo geral. Mas elas ligam, e muito, pra sexo. Então, a PETA fez o comercial abaixo, com forte apelo sexual, pra dizer que os vegetarianos são melhores de cama. Eles devem ter lido em algum lugar que é preciso falar a língua do público alvo, daí resolveram mostrar umas gostosas peladas lambendo abóbora, beijando brócolis e esfregando aspargos pelo corpo…
.

Read Full Post »

MADONNA: Ela é gene dominante no DNA de Lady Gaga. No clipe de Telephone, a influência de Madonna é notada mais fortemente na cena em que Gaga dança entre as celas do presídio. Tudo ali remete à Madonna do início dos anos 90: coreografia, figurino, cabelo, interpretação, atitude.

.

MICHAEL JACKSON: A priori, qualquer videoclipe com coreografias coletivas e que conte uma história é descendente direto da obra audiovisual de Michael Jackson. Em Telephone, a referência ao mestre dos clipes é mais evidente no repentino passinho de dança que Lady Gaga faz ao sair da prisão. E a cena de dança no restaurante é uma espécie de atualização de Thriller: Gaga e Beyoncé dançam entre os mortos, inclusive citando um famoso passo que Jackson eternizou em seu clipe mais cultuado, como mostra a imagem abaixo.

.

POP ART: A arte pop bebeu dos quadrinhos, e Lady Gaga bebe da arte pop. Das obras de Andy Warhol e Roy Lichtenstein, a cantora e o diretor Jonas Akerlund pegaram emprestados os enquadramentos, as cores saturadas, os diálogos econômicos, as onomatopeias em letras estilizadas e a inspiração para maquiagens e caracterizações marcantes.

.

DAVID LACHAPELLE: A estética do fotógrafo americano está em cada frame de Telephone. É uma receita que mistura surrealismo, cores estouradas, sensualidade explícita, humor nonsense e cenários kitsch milimetricamente elaborados.

.

KILL BILL: VOL. 1: A pick-up amarela do filme de Quentin Tarantino, nomeada Pussy Wagon, tem forte presença no clipe. Mas há outros elementos comuns, como a briga entre mulheres que realmente sabem lutar, os closes nos pés de Gaga (Tarantino é podólatra assumido), a banalização da violência, os cenários genuinamente americanos e os diálogos espirituosos:

You know, Gaga, trust is like a mirror – you can fix it if it’s broke, but you can still see the crack in the motherfucker’s reflection.”

.

ASSASSINOS POR NATUREZA: Dirigido por Oliver Stone, este filme de 1994 também tem história assinada por Tarantino. Assim como Telephone, é protagonizado por uma dupla que cruza os EUA matando sem dó e com muito bom humor, findando por se tornar famosa. A cena inicial do filme, por exemplo, envolve dança, assassinato em massa e elementos americanos típicos num restaurante de beira de estrada, assim como no clipe de Lady Gaga. Veja:
.

.

THELMA & LOUISE: Este filme de Ridley Scott, lançado em 1991, mostra duas mulheres que caem na estrada para fugir do tédio e, depois, da polícia. Pelo caminho, elas colecionam crimes – homicídio incluído – e registram esse momento único de suas vidas com uma câmera Polaroid. Alguma semelhança com o clipe de Lady Gaga? Telephone tem alguns frames quase idênticos aos de Thelma & Louise:

.

CAGED HEAT: Filme B de Jonathan Demme lançado em 1974, cujo fiapo de história se passa num inacreditável presídio feminino onde as mulheres são gostosas e perigosas. Parece ser a maior referência para as cenas de cadeia e sensualidade lésbica de Telephone.
.

.

Dito isto, é hora de rever Telephone, o novo clipe de Lady Gaga, com participação de Beyoncé e direção de Jonas Akerlund:

.

Read Full Post »

Com muito bom humor, Whoopi Goldberg está dizendo ao mundo que uma em cada três mulheres sofre ou vai sofrer de incontinência urinária. A atriz é a estrela da campanha 1 in 3 Like Me, da Kimberly-Clark, para promover o absorvente íntimo Poise. Por enquanto, os filmes publicitários estão rodando somente na web, com Whoopi interpretando versões cômicas – e molhadas – de Joana D’Ark, Helena de Tróia, Cleópatra, Eva e até da Estátua da Liberdade.

Em um dos filmes, Whoopi “revela” que o risinho da Mona Lisa se deve às palhaçadas que Leonardo DaVinci fazia enquanto ela posava. Resultado: de tanto prender o riso, a Gioconda acabou se urinando toda. E assim teria permanecido, por preguiça de trocar de roupa – afinal, as mulheres usavam camadas e mais camadas de saias na época. Outra teoria cômica é de que Lady Godiva cavalgava nua apenas para se secar.

Abaixo, mostro alguns desses filmes, todos escritos (ou improvisados) pela própria Whoopi Goldberg, com direção de Timothy White. Dizem que eles serão exibidos hoje na TV pela primeira, nos intervalos do Oscar. Para ver a campanha completa, visite o site 3 in 1 Like Me.




Read Full Post »

Há um tempo, a cantora Vanusa foi convidada a cantar o Hino Nacional na Assembleia Legislativa de São Paulo. Ela foi e cantou tudo errado. Errou logo de cara, mas a coisa degringolou mesmo lá pelo meio, foi ficando cada vez pior até se tornar inacreditável. Dizem que a confusão foi por conta de um remédio para labirintite. Pobre Vanusa… Embora tente ensinar os vizinhos a cantar, ela é legal.

Read Full Post »

Tudo começou na terça-feira, quando Xuxa passou este recibo no Twitter:

Xuxa no Twitter

Ela estava chateada por muita gente usar o Twitter para falar mal dela e de sua filha, Sasha, que andaram escrevendo errado na rede de relacionamento.

No dia seguinte, quarta-feira, um fã de Xuxa, auto-intitulado Davis Meneghel, publicou no YouTube um vídeo em que expõe toda sua revolta com essa situação:

Os melhores momentos do discurso, na minha opinião:

Graças a Deus que na minha família não tem gente assim. Porque, se tivesse, eu acho que seria capaz de matar uma pessoa que age dessa maneira.”

É muita maldade no coração! Se é que essas pessoas têm coração.”

São pessoas frustradas que não tiveram uma infância mágica como a minha e a de muitos fãs espalhados pelo mundo.”

Esse tipinho de gente, a gente trata como resto. São uns lixo!”

Vão se tratar, seus cretinos! Afinal, mexeu com a Xuxa, mexeu comigo e com todos os fãs e pessoas que gostam dela. E são muitos, viu?”

Bem, passado o calor da emoção, Davis está mais calmo:

Davis está também dando entrevista na grande mídia. Se você virou fã do rapaz, vá ao perfil de Davis Meneghel no YouTube e o veja dublando É tão bom, sucesso das Paquitas, ou as falas de Flora, personagem de Patrícia Pilllar na novela A Favorita.

[Via Arenas Cariocas]

Read Full Post »

Madonna iniciou a segunda fase de sua Sticky & Sweet Tour esta noite na O2 Arena, em Londres, mesmo lugar onde Michael Jackson apresentaria sua última turnê nos próximos dias. Antes de cantar Holiday, ela levou ao palco um imitador de Jackson, que dançou ao som de Wanna be startin’ somethin’ enquanto imagens do cantor eram exibidas no telão. Veja:

Aproveito para relembrar dois momentos em que Madonna e Michael Jackson se uniram de alguma forma. Primeiro, a ocasião em que ambos foram juntos à cerimônia de entrega do Oscar, em 1991:

O segundo flashback é de 1985, quando Madonna, em sua primeira turnê, a Virgin Tour, cantou um trecho de Billie Jean no meio de Like a virgin:

Read Full Post »

Older Posts »