Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Maya Deren’

Vídeos curtos, sem diálogos, de aspecto sinistro, sem qualquer linearidade de tempo e espaço, baseados no movimento do corpo, que experimentam a linguagem cinematográfica afastando-a do lugar comum e com uma narrativa que mistura realidade, memória, sonho e pensamento. Assim são os filmes de Maya Deren. E assim são inúmeros videoclipes influenciados pela arte dessa ucraniana naturalizada americana.

mulholland-drive-chave-azul1O cinema de Maya Deren, atualmente em retrospectiva na Caixa Cultural, em São Paulo, foi todo realizado nos anos 40 e 50, mas são de uma atualidade e inventividade impressionantes. Como se trata de uma cineasta obscura, pouco conhecida, sua influência na cultura pop é discreta, mas relevante. Ecos de Maya Deren são sentidos, por exemplo, nos filmes de David Lynch, como Cidade dos Sonhos (Mulholland Dr., 2001), em que uma misteriosa chave parece guardar a explicação para uma pouco clara confusão de identidade entre as personagens, assim como acontece na obra-prima de Maya Deren, Meshes of the Afternoon (1943).

Porém, a influência de Maya Deren é mais facilmente identificável nos videoclipes, como nas viagens espaço-temportais dos Chemical Brothers em Let Forever Be e de Michael Jackson em Black or White, ou na visão sinistra da natureza em Isobel, de Björk. Seguem alguns paralelos mais óbvios entre os filmes de Maya Deren e os videoclipes:

Cherish, Madonna (1989): Uma parte do clipe, dirigido por Herb Ritts, remete a um trecho de At Land (1944), de Maya Deren. Maya e Madonna são duas mulheres se relacionando com o mar e a câmera de forma muito parecida:

madonna-maya-deren-bruce-weber

 

Love Will Never Do Without You, Janet Jackson (1990): Outro clipe de Herb Ritts influenciado por Maya Deren. Aqui há experiências coreográficas e fotográficas semelhantes às do filme A Study in Choreography for Camera (1945), que Maya dirigiu com Talley Beatty:

janet-jackson-maya-deren-bruce-weber1 

 

Gentleman Who Fell (1994), Milla Jovovich: Este clipe dirigido por Kae Garner recria várias cenas de Meshes of the Afternoon (1943), de Maya Deren. Estão lá a chave a sair de dentro da boca; a figura de manto preto e com um espelho no lugar do rosto, à beira da cama a segurar uma flor; a ênfase nos passos da mulher sobre a areia; a mulher a tentar se equilibrar numa escadaria que parece sacolejar:

maya-deren-milla-jovovich

 

Your Ghost (1993), Kristin Hersh: Outro videoclipe que faz referência a Meshes of the Afternoon:

maya-deren-kristin-hersh

Read Full Post »