Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Cinema’

O público se acostumou com a ideia de que o Globo de Ouro é uma prévia do Oscar. Essa definição ganhou força nos anos 80 e se mantém forte até hoje. Mas está na hora de isso ser revisto. Afinal de contas, nos últimos 6 anos, aconteceu apenas uma vez de o vencedor do Oscar de melhor filme ter ganhado também o Globo de Ouro em uma de suas duas categorias principais (melhor drama e melhor musical/comédia). Compare o resultado de ambas as premiações nos últimos anos:

2010
Oscar: Guerra ao terror
Globo de Ouro: Avatar / Se beber, não case

2009
Oscar: Quem quer ser um milionário?
Globo de Ouro: Quem quer ser um milionário? / Vicky Cristina Barcelona

2008
Oscar: Onde os fracos não têm vez
Globo de Ouro: Desejo e reparação / Sweeney Todd – O barbeiro demoníaco da Rua Fleet

2007
Oscar: Os infiltrados
Globo de Ouro: Babel / Dream girls – Em busca de um sonho

2006
Oscar: Crash – No limite
Globo de Ouro: O segredo de Brokeback Mountain / Johnny & June

2005
Oscar: Menina de ouro
Globo de Ouro: O aviador / Sideways – Entre umas e outras

Claro que a lista de indicados ao Globo de Ouro dá uma boa prévia de quais serão os filmes com maior número de indicações ao Oscar. Mas para por aí.

Anúncios

Read Full Post »

O filme-catástrofe de 2009, dirigido por Rolland Emerich. Trailer e mais detalhes no Judão.

2012

Read Full Post »

O filme Sex and the city 2 já está sendo rodado. Ontem, numa externa, a atriz Sarah Jessica Parker filmou uma cena em que sua personagem usa figurino inspirado no visual de Madonna em Procura-se Susan desesperadamente. Madonna era exagerada mesmo, mas achei isso aí “um pouco muito”… Espero que seja uma cena cômica. Mais fotos no G1.

Sarah Jessica Parker

Read Full Post »

A Disney retoma ainda este ano seus longas de animação em estilo clássico, com desenhos feitos a mão, uma princesa como protagonista, números musicais e canções feitas para ganhar o Oscar. O filme A princesa e o sapo, que estreia em dezembro no Brasil, parece ter tudo isso, a julgar pelo trailer abaixo. Só faltou o romantismo, aparentemente.

Read Full Post »

Up - altas aventuras

Filme: Up (EUA), 2009, de Pete Docter e Bob Peterson

A história em uma frase: Para escapar de um destino triste, velhinho americano usa milhões de balões de gás para voar – com casa e tudo! – rumo a um paraíso perdido na América do Sul, sem perceber que levou junto um garotinho.

Assista se… Você quiser ver um filme que o deixe feliz e leve no final.

O que faz valer seu tempo e dinheiro: 1) O roteiro, que emociona sem ser piegas, diverte sem ser idiota e conquista tanto adultos quanto crianças, como já é tradição nos filmes da Pixar. 2) Uma penca de personagens carismáticos. 3) A animação digital cada vez mais deslumbrante da Pixar. 4) O fato de ser um dos melhores desenhos animados da Disney nos últimos 20 anos.

Surpresa: Um idoso como protagonista de um desenho animado.

Cenas que ficam na memória: A casa voando, carregada por balões, e as cenas que recapitulam a vida do protagonista, Carl Fredricksen.

Pontos fracos: O filme não tem pontos fracos. Mas digamos que já está virando clichê da fórmula da Pixar os filmes terem como miolo uma sucessão de cenas de ação estonteante que parecem talhadas para fazer fortuna. De certa forma, isso é uma simplificação que não condiz com a inteligência dos roteiros do estúdio. Embora essas cenas sejam sempre boas, elas não são o melhor de filmes como Up – Altas aventuras e WALL-E.

Moral da história: No fim das contas, o que vale não é o que você possui, mas o que você carrega no coração e na cabeça.

No fim, a sensação é de que… A vida é bela, apesar dos pesares.

Read Full Post »

Anticristo

Filme: Antichrist (Dinamarca/Aleemanha/França/Suécia/Itália/Polônia), 2009, de Lars von Trier 

Assista se… Você tiver estômago e paciência. Ou se for admirador de Von Trier, como eu. 

O que faz valer seu tempo e dinheiro: 1) O prólogo em câmera lenta, lindíssimo; 2) A atuação de Charlotte Gainsbourg; 3) A conclusão (pelo menos foi a que eu cheguei) de que não assistimos a uma história, mas a uma alegoria do processo de superação de uma grande dor – no caso, a perda de um filho.

Surpresa: Lars von Trier errou a mão!

Cenas que ficam na memória: 1) A criança despencando da janela enquanto seus pais transam; 2) Ela (Charlottte Gainsbourgh) decepando o próprio clitóris com uma tesoura enferrujada, em close; 3) Ela furando a perna d’Ele (Willem Dafoe) para prender ali uma pedra que o impeça de fugir.

Pontos fracos: Embora tudo faça sentido no final, os excessos de von Trier pesam mais que sua genialidade. O close do pênis d’Ele penetrando a vagina d’Ela, ainda que justificado, me fez rir como numa comédia. Idem para a cena em que uma raposa fala. E quando Ela começa a torturar o marido, a coisa toda está mais para Jogos mortais que para filme psicanalítico. Falando nisso, quanta pretensão psicanalítica…

Moral da história: É preciso viver a dor até o limite de nossas forças para conseguir superá-la. Ou: Lars von Trier odeia as mulheres.

Read Full Post »

Tempos de Paz - Tony Ramos e Dan Stulbach

Filme: Tempos de paz (Brasil), 2009, de Daniel Filho

Assista se… Você não teve oportunidade de assistir à peça Novas diretrizes em tempos de paz, de Bosco Brasil, que agora a adaptou para o cinema. É um novo clássico da dramaturgia brasileira.

O que faz valer seu tempo e dinheiro: O texto maravilhoso de Bosco Brasil nos diálogos entre Tony Ramos e Dan Stulbach, e a interpretação primorosa desses dois atores.

Surpresa: O que era ótimo na peça continua ótimo no filme.

Cena que fica na memória: Clausewitz (Dan Stulbach) fazendo Sigismundo (Tony Ramos) chorar com sua interpretação de um texto teatral.

Pontos fracos: Tudo que foi acrescentado ao texto da peça para transformá-la num filme sobra. Todas as cenas de Louise Cardoso e Daniel Filho poderiam ser descartadas. O filme seria melhor sem elas.

Moral da história: Ninguém é melhor do que ninguém. E ninguém é tão ruim que não possa melhorar.

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »