Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Caetano Veloso’

ataulfo-alves

Hoje completam-se 100 anos do nascimento de Ataulfo Alves, um dos maiores nomes da música brasileira. Para quem não conhece sua obra, vale a pena aproveitar a data para ouvir e ver algumas interpretações de suas músicas.

.

[YOUTUBE=http://www.youtube.com/watch?v=nOgWcUzostg]

Anúncios

Read Full Post »

ney-matogrosso-bandido-da-luz-vermelha

NEY MATOGROSSO interpretará o personagem-título de Luz nas trevas – a volta do Bandido da Luz Vermelha, continuação de O Bandido da Luz Vermelha, filme de Rogério Sganzerla lançado em 1968. O longa está em filmagem, com direção de Helena Ignez (viúva de Sganzerla) e Ícaro Martins. A foto acima mostra Ney em cena. Detalhe: no filme original, o personagem morreu eletrocutado. (via G1)

devoare-we-not-menDEVO fará um show único em Londres no dia 6/5, em que a banda tocará todas as músicas de seu disco de estreia, Q: Are we not men? A: We are Devo!, de 1978. (Via Estadão)

CAETANO VELOSO lança disco novo no início de abril. Título: Zii e Zie. (via Folha)

EMINEM vai lançar 2 discos este ano: Relapse, no dia 19/5, e Relapse 2, no segundo semestre. (via RollingStone)

BOB DYLAN também está prestes a lançar CD novo. Sai em abril. (via G1)

tronDAFT PUNK vai assinar a trilha sonora de Tron 2.0, continuação do famoso filme de ficção científica de 1982. Tudo a ver! O novo longa só sai em 2011. (via G1)

TIM FESTIVAL chegou ao fim, ao que tudo indica. Prêmio Tim de Música também. (via Estadão)

THE BEATLES: ROCK BAND, o videogame, será lançado em 9/9. (via Estadão)

PAUL McCARTNEY e RINGO STARR vão tocar juntos no Radio City Music Hall dia 4/4, em show beneficente. (via Estadão)

michael-jackson-2009MICHAEL JACKSON anunciou que fará 10 shows em Londres no mês de julho, e que nunca mais se apresentará na cidade depois disso. O que esperar do show do ídolo aos 50 anos, combalido por problemas de saúde e sem músicas novas? O Pop Life mostra fotos assustadoras do rosto de Michael Jackson feitas durante o anúncio oficial dos shows.

U2 fez pocket show surpresa ontem na Universidade de Fordham, em Nova York, para promover o álbum No line on the horizon. Foi tudo transmitido ao vivo pelo Good Morning America, e você vê aqui:

Read Full Post »

O fotógrafo Antonio Guerreiro tem 40 anos de carreira. Fez fama nos anos 1970, fotografando celebridades, editoriais de moda, capas de disco e publicidade. Alguns de seus melhores cliques:

Rita Lee

 

Caetano Veloso, Gal Costa e Maria Bethânia

 

Betty Lago

 

Elke Maravilha

 

Beth Carvalho

 

Maria Alcina

 

Marieta Severo e Chico Buarque

 

Capa do disco Índia, de Gal Costa

 

Carmem Mayrink Veiga

 

Maysa

 

Maitê Proença

 

Renata Sorrah

 

Capa do disco Simples como fogo, de Marina

 

Capa do disco Gal tropical, de Gal Costa

 

Gal Costa

 

Sônia Braga

 

Vera Fischer

 

Gilberto Braga

 

Sérgio Britto, Fernanda Montenegro e Ítalo Rossi

 

Edy Star

 

Gonzaguinha

 

Jorge Fernando

 

Dina Sfat

 

antonioguerreirozezemottaZezé Motta

Read Full Post »

A RollingStone brasileira deste mês, com Gilberto Gil na capa, traz uma lista dos cem melhores artistas da música popular brasileira em todos os tempos, segundo votação realizada pela revista com dezenas de especialistas. Como toda lista, gera discussão. Chico Science é mais importante que Vinicius de Moraes e Villa-Lobos? Renato Russo é superior a Ary Barroso? Mano Brown está acima de Cazuza? Max Cavalera é mais relevante que Braguinha? Lobão é maior que Orlando Silva? Marcelo Camelo marcou mais que Francisco Alves? Como assim, especialistas?

Veja os 20 primeiros colocados:

1. Tom Jobim
2. João Gilberto
3. Chico Buarque
4. Caetano Veloso
5. Jorge Ben Jor
6. Roberto Carlos
7. Noel Rosa
8. Cartola
9. Tim Maia
10. Gilberto Gil
11. Dorival Caymmi
12. Pixinguinha
13. Luiz Gonzaga
14. Elis Regina
15. Rita Lee
16. Chico Science
17. Paulinho da Viola
18. Vinicius de Moraes
19. Raul Seixas
20. Milton Nascimento

Read Full Post »


A revista Bravo! publicou esta semana uma edição especial chamada 100 Canções Essenciais da Música Popular Brasileira, com informações importantes e curiosas sobre cada uma. A edição é caprichada e vale seus R$ 14,95. O top 10, reproduzido abaixo, não deve gerar muita discussão. Mas há de se discordar (ou não) de muita coisa do 11º ao 100º lugares. Mas listas são assim mesmo.

1 – “Carinhoso”, de Pixinguinha e João de Barro
2 – “Águas de março”, de Tom Jobim
3 – “João Valentão”, de Dorival Caymmi
4 – “Chega de saudade”, de Tom Jobim e Vinícius de Moraes
5 – “Aquarela do Brasil”, de Ary Barroso
6 – “Tropicália”, de Caetano Veloso
7 – “Último desejo”, de Noel Rosa
8 – “Asa branca”, de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira
9 – “Construção”, de Chico Buarque
10 – “Detalhes”, de Roberto Carlos e Erasmo Carlos

Para ver outras listas, clique aqui.

Read Full Post »

Se todos os grandes nomes da MPB se dignassem a escrever suas autobiografias, a memória do país seria bem menos curta. Apesar de serem sempre parciais, os livros de memórias colaboram para a compreensão de momentos históricos, oferecem pontos de vista únicos, municiam pesquisadores e robustecem a cultura nacional. Isso vale também para biografias como “Eles e eu: memórias de Ronaldo Bôscoli”, escrito na primeira pessoa como se fosse pelo próprio biografado, mas, na verdade, redigido por Luiz Carlos Maciel e Ângela Chaves, a partir de uma série de entrevistas que fizeram com o compositor para esse propósito. O relato traz detalhes deliciosos sobre o surgimento da bossa nova e momentos da vida de artistas como Roberto Carlos, Elis Regina, João Gilberto, Nara Leão, Maysa, Vinícius de Moraes e muitos outros.

Grande parte das histórias contadas por Bôscoli não passam de meras curiosidades, mas muitas são interessantíssimas. Ele conta, por exemplo, sobre os trotes que Maysa adorava passar pelo telefone de madrugada, quando ligava para homens pobres e desconhecidos apenas pelo prazer de imaginar que, no dia seguinte, ninguém acreditaria quando eles contassem que tiveram um flerte com a grande cantora. O pior trote de Maysa, no entanto, foi contra o próprio Bôscoli, como parte de uma pequena vingança que o deixou em má situação.

Outra história reveladora está relacionada à morte de Elis. Ele conta que, no velório, Jair Rodrigues teve a coragem de gritar que muitos dos que estavam ali segurando as alças do caixão haviam ajudado Elis a se afundar na cocaína e morrer. Dias depois, em uma boate, Fafá de Belém, apontada por Bôscoli como uma das maiores parceiras de Elis nas drogas, teria arrastado o compositor até o banheiro apenas para que ele a visse jogando na privada toda a cocaína que trazia consigo, dizendo algo como “Olha o que eu faço com essa merda!”

Mas talvez a maior revelação de Bôscoli – co-autor de clássicos como “O barquinho”, “Lobo bobo”, “Saudade fez um samba” e “Você” – seja a de que ele parou de compor no momento em que Caetano Veloso e Chico Buarque despontaram na geração seguinte à bossa nova e ele se deu conta de que jamais conseguiria compor com a mesma qualidade e genialidade deles. Em silêncio e com humildade, Bôscoli passou o bastão.

Read Full Post »