Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Annie Leibovitz’

Você certamente conhece pelo menos 5 retratos feitos pela fotógrafa americana Annie Leibovitz. Não há grande estrela do mundo pop que não tenha sido clicada por ela nessas últimas 3 décadas. Suas imagens ajudaram a criar a cara das revistas RollingStone e Vanity Fair. Suas fotos ajudaram a construir a identidade e o status de ídolo de diversos artistas. Seu talento já foi estampado em incontáveis capas de revista, discos, anúncios e livros. Annie Leibovitz é tão talentosa que chega a ter mais prestígio profissional que a maioria de seus fotografados famosos. Aprecie algumas de suas fotos mais conhecidas e icônicas:

annie-leibovitz-1995O humor nas veias de Tony Curtis e Jack Lemmon em 1995

annie-leibovitz-demi-moore-1991Demi Moore vestida de tinta para a capa da Vanity Fair em 1991

annie-leibovitz-gorbachevMikhail Gorbachev, como garoto-propaganda da Louis Vuitton em 2007, rendido (vendido?) ao capitalismo

annie-leibovitz-keith-richards-1977Keith Richards, dos Rolling Stones, exausto em estúdio em 1977

annie-leibovitz-martinanavratilovaA tenista Martina Navratilova, deusa olímpica em Dallas, 1994

annie-leibovitz-milesMiles Davis na capa do álbum Doo-bop, de 1992

annie-leibovitz-miley-cyrus-2008Miley Cyrus, a Hannah Montana, aos 15 anos, seminua como uma ninfa em pintura clássica

annie-leibovitz-nicolekidmanNicole Kidman, a deusa gelada e glamourosa em 2008

annie-leibovitz-rachel-rosenthal-californiaA artista e professora Rachel Rosenthal, uma força da natureza na Califórnia

annie-leibovitz-schwarzeneggerArnold Schwarzenegger, a personificação da força em Malibu, 1988

annie-leibovitz-steve-martinSteve Martin, arte viva em Beverly Hills, 1981

annie-leibovitz-suriTom Cruise e Katie Holmes mostram sua filha Suri pela primeira vez, como deuses no olimpo da felicidade, inatingível aos mortais, em 2006

annie-leibovitz-susan-sontag1Susan Sontag diminuta diante da grandeza de Petra, 1994

annie-leibovitz-the-white-stripes-nyc-2003Meg e Jack White, dos White Stripes, casal de circo em Nova York, 2003

annie-leibovitz-tonybennettTony Bennett e a intimidade com o palco

annie-leibovitz-truecolorsCyndi Lauper, beleza e narcisismo na capa do álbum True colors, de 1986

annie-leibovitz-whoopi-goldbergWhoopi Goldberg, o antiglamour em banho de leite de cabra

annie-leibovitz-william-sburroughsWilliam S. Burroughs, retrato da experiência, 1995

annie-leibovitz-willie-nelson-luck-ranch-spicewood-texas-2001Willie Nelson, a velha esfinge no Texas, 2001

annie-leibovitz-estreetbandBruce Springsteen para a capa de seu álbum quíntuplo ao vivo de 1986

annie-leibovitz-iggy-pop-miami-2000Iggy Pop frente e verso, sobrevivente dos excessos em 2000

annie-leibovitz-jeff-koonsJeff Koons, artista plástico vendido a peso de ouro, em Munique, 1990

annie-leibovitz-clooneyGeorge Clooney, o deus moderno do amor, 2006

annie-leibovitz-dan-aykroyd-e-john-belushi-1979Dan Aykroyd e John Belushi, os irmãos cara-de-pau, em 1979

annie-leibovitz-demimoore2Demi Moore, deusa da fertilidade na Califórnia, 1991

annie-leibovitz-angelina-jolieAngelina Jolie, a vênus tatuada, 2006

annie-leibovitz-annieleibovitzqueenelyzabethElizabeth II, rainha sem coroa em paisagem norte-americana

annie-leibovitz-baryshnikovMikhail Baryshnikov, a beleza do movimento capturada na Flórida, 1990

annie-leibovitz-bette-middlerBette Middler, a rosa entre as rosas

annie-leibovitz-al_bruce_springsteen_1984Bruce Springsteen, o Capitão-América, 1985

annie-leibovitz-bornintheusaBruce Springsteen, traseiro que dispensa apresentações, na capa do álbum Born in the USA, 1985

annie-leibovitz-cate-blanchettCate Blanchett, mulher de época

annie-leibovitz-john-lennoneyokoonoYoko Ono e John Lennon, o amor eternizado 5 horas antes do assassinato do ex-beatle

annie-leibovitz-keithharing-nyc-1986Keith Haring, o homem-arte, em 1986

annie-leibovitz-meryl-streepMeryl Streep, atriz versátil, 1981

annie-leibovitz-stingSting, natureza crua, nua e selvagem em deserto californiano, 1985

.

Veja outros portfólios de fotografia publicados aqui no blog:

Andy Warhol

Antonio Guerreiro

Brigitte Lacombe

Bruce Davidson

Emma Hack

Gregory Colbert

Harry Benson

Herman Leonard

Hiroshi Sugimoto

Jean Manzon

Marcos López

Mark Seliger

Mert & Marcus

Michel Comte

Patrick Demarchelier

Rankin

Richard Avedon

Sam Jones

Steven Klein

Terry Richardson

Yann Arthurs-Bertrand

Anúncios

Read Full Post »

darrenaronofsky-mickeyrourkeDarren Ronofsky e Mickey Rourke, O lutador

clinteastwoodClint Eastwood, A troca

christophernolan-heathledgerChristopher Nolan e Heath Ledger, O cavaleiro das trevas

merylstreep-patrickshanleyMeryl Streep e Patrick Shanley, Doubt

nicolekidman-bazluhrmanNicole Kidman e Baz Luhrman, Austrália

penelopecruz-woodyallenPenélope Cruz e Woody Allen, Vicky Christina Barcelona

gusvansant-seanpennGus Van Sant e Sean Penn, Milk

sammendes-katewinsletSam Mendes e Kate Winslet, Foi apenas um sonho

dannyboyle-devpatelDanny Boyle e Dev Patel, Slamdog millionaire

[Fonte: Vanity Fair]

Mais fotos de Annie Leibovitz aqui!

Read Full Post »

Em 2005, a Sociedade Americana dos Editores de Revistas (ASME, na sigla em inglês) fez uma lista daquelas que seriam as 40 melhores capas de revista norte-americanas editadas desde 1965. Mostro aqui algumas delas. Para ver todas, é só ir no site da American Society of Magazine Editors.

 

1. RollingStone (22/01/1981) – A linda foto de John Lennon e Yoko Ono foi feita pela fotógrafa Annie Leibovitz algumas horas antes de o cantor ser assassinado. A imagem acabou sendo usada de uma forma que não era a pretendida: como capa de uma edição em homenagem póstuma ao ex-beatle.

 

2. Vanity Fair (agosto/1991) – O que uma boa capa não é capaz de fazer? Esta, também fotografada pela incrível Annie Leibovitz, fez mais por Demi Moore do que o filme Ghost. Sua foto nua e grávida teve tanta repercussão que não seria exagero dizer que essa capa da Vanity Fair ajudou a alçar a atriz ao primeiro time de Hollywood, status que levou um bom tempo para ser perdido.

 

3. Esquire (abril/1968) – Uma capa polêmica para um assunto polêmico. O pugilista Muhammad Ali (Cassius Clay) havia se recusado a servir ao Exército americano – o que é contra a lei – em plena Guerra do Vietnã, por questões religiosas. Como represália, ele foi impedido de lutar e perdeu seus títulos de campeão. Esta capa da Esquire, idealizada pelo designer George Lois, expunha o lutador flechado como São Sebastião, santo que, além de ser padroeiro dos atletas, morreu por ter se mantido fiel a sua crença. Imagine o tamanho do escândalo nos anos 1960: uma revista de prestígio defendia a deserção do Exército mostrando em sua capa um negro muçulmano que imitava um santo católico!

 

5. Esquire (maio/1969) – O artista plástico Andy Warhol topou aparecer numa capa irônica, que alardeava um suposto declínio da arte de vanguarda nos EUA. Representante máximo da vanguardista pop art, Warhol aparece afundando numa lata de sopa Campbell, um dos mais famosos ícones de sua obra. De quebra, o artista ainda se mostrava totalmente despido do glamour que sempre o cercou no mundo dos ricos e famosos. A direção de arte também é de George Lois.

 

6. The New Yorker (24/09/2001) – A capa parece totalmente vazia, exceto pela logo, mas repare bem: a silhueta das torres gêmeas do World Trade Center está lá. É como se, mesmo no vazio, elas continuassem sendo vistas, como um fantasma ou uma memória que não se consegue deixar para trás. A revista saiu poucos dias após a destruição dos prédios. O trabalho é de Art Spiegelman, inspirado na obra de Ad Reinhardt e editado por Farnoise Mouly.

 

7. National Lampoon (janeiro/1973) – Esta é a capa mais famosa da lendária revista de humor. A chamada diz: “Se você não comprar esta revista, nós vamos matar este cachorro”. Foto de Ronald G. Harris.

 

8. Esquire (outubro/1966) – Esta capa vai contra a idéia de que uma imagem vale mais que mil palavras. A reportagem em questão tinha 33 mil palavras, a mais longa da história da Esquire, e ajudou a mudar a opinião pública americana em relação à Guerra do Vietnã. A matéria, escrita por John Sack, é um dos marcos do New Journalism (novo jornalismo). A chamada diz: “Oh, meu Deus, nós acertamos uma garotinha.”

 

10. National Geographic (junho/1985) – A foto, feita por Steve McCurry, é uma das mais famosas de todos os tempos. Ela mostra o medo estampado nos incríveis olhos azuis de uma menina de 12 anos, refugiada que vivia em condições miseráveis num campo na fronteira do Afeganistão com o Paquistão. Na época, a União Soviética guerreava contra o Afeganistão, que era apoiado pelos EUA. Como se sabe, o feitiço virou contra o feiticeiro em 11 de setembro de 2001.

 

11. Life (30/04/1965) – Antes da publicação dessa edição da Life, repleta de fotos impressionantes feitas por Linnart Nilssons, o mundo não sabia exatamente como era um feto dentro de um útero. O que aparece na capa tinha 18 semanas de gestação. As discussões pró e contra o aborto nunca mais foram as mesmas. O livro de Nilssons com esta e outras fotos vendeu oito milhões de exemplares em apenas quatro dias.

 

12. Time (08/04/1966) – “Deus está morto?” É a pergunta feita pela Time numa capa sem foto ou ilustração alguma. Na reportagem, diversos estudiosos e teólogos anunciavam a ausência de Deus na vida das pessoas e a morte da religião. Imagine a reação dos leitores americanos.

 

13. Life Edição Especial (1969) – Esta edição histórica mostrava e contava tudo sobre a chegada da Apollo 11 na Lua. Na capa, o astronauta Buzz Aldrin, fotografado pelo colega Neil Armstrong. A revista traz imagens que marcaram a história da Humanidade e influenciaram a cultura.

 

15. Harper’s Bazaar (abril/1965) – Esta capa, que mostra a modelo Jean Shrimpton usando um simulacro de capacete espacial cor-de-rosa, foi fotografada por Richard Avedon e é um dos ícones dos anos 1960.

 

16. The Economist (10-16/09/1994) – Quem poderia imaginar que algum dia a mais renomada revista especializada em economia traria em sua capa uma foto de dois camelos em plena cópula? Foi a imagem que The Economist escolheu para alardear sua matéria sobre o lado ruim da fusão entre empresas.

 

17. Time (21/06/1968) – A ilustração é de Roy Lichtenstein. Um revólver fumegante apontado para o leitor alertava para a necessidade urgente de regulamentar a compra e a venda de armas nos EUA. Martin Luther King e Robert Kennedy tinham acabado de ser assassinados. Até aquele momento, por incrível que pareça, nenhuma lei americana impedia que armas fossem compradas por menores de idade, deficientes mentais ou criminosos. O Congresso mudou isso naquele mesmo ano.

 

20. Blue (outubro/1997) – Esta capa é um clássico do designer David Carson, feita para a edição inaugural da revista Blue, voltada para pessoas com espírito de aventura.

 

21. Life (26/11/1965) – “A dura realidade da Guerra do Vietnã”. Com essa chamada e a foto de um prisioneiro vietcongue vendado e amordaçado, a revista Life ajudou a mostrar aos americanos que aquela guerra não era exatamente como todos pensavam. A foto foi feita por Paul Schutzers.

 

24. Interview (dezembro/1972) – Esta edição de Natal da Interview trazia Andy Warhol, fundador da revista, fotografando a modelo (e futura cantora) Grace Jones.

 

25. Time (14/09/2001) – Outra grande capa sobre os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001. A capa da Time, com fotografia de Lyle Owerkoof, não precisava de chamada. Era impossível alguém nos EUA não saber do que se tratava.

 

29. Playboy (outubro/1971) – Fundada em 1953, a revista Playboy esperou até 1971 para estampar uma mulher negra em sua capa pela primeira vez. A escolhida foi Darine Stern, fotografada por Richard Fegley numa cadeira com o formato do coelhinho símbolo da publicação.

 

29. Fortune (01/10/2001) – O 11 de Setembro rendeu várias ótimas capas. Outra delas foi esta da Fortune sobre as conseqüências financeiras do ataque terrorista. A foto, que mostra um executivo sobrevivente da queda das torres gêmeas, é uma das mais famosas da tragédia.

 

36. People (15/09/1997) – Esta foi a última das 52 capas que a revista People dedicou à princesa Diana ao longo de sua existência. A ex-mulher de Charles era garantia de vendas para a publicação, especializada em bisbilhotar a vida de celebridades. Foi nessa roda-viva que Diana morreu, e a People explorou sua imagem pela última vez com uma capa bastante elegante, fora de seus padrões.

 

37. National Geographic (outubro/1978) – Mais impressionante do que ver um gorila empunhando uma câmera fotográfica na capa de uma revista é descobrir que tal foto é, na verdade, um auto-retrato, feito pelo próprio animal diante de um espelho e com ótima qualidade técnica. A reportagem de capa tratava de recentes descobertas sobre a capacidade lingüística dos gorilas.

Read Full Post »

[Fonte: Vanity Fair]

Read Full Post »

Nicole Kidman e Hugh Jackman estão na Vogue deste mês (edição americana) divulgando o (finalmente!) novo filme de Baz Luhrmann em fotos de Annie Leibovitz.
.





Read Full Post »




O mérito, na verdade, é da excelente fotógrafa Annie Leibovitz, que fotografou Sarah Jessica Parker e Chris North para a Vogue deste mês. O casalzinho de “Sex and the city” está nessa apenas para divulgar o filme da série, que deve ser bem mais ou menos, fazendo caras e bocas nos pontos mais bacanas de Nova York.

Então, já que a graça está toda em Annie Leibovitz, que tal ver outras fotos dela? Para isso, clique aqui e aqui.

Read Full Post »

Como todo mundo só chama a garota de Hannah Montana, não atinei para o óbvio: Miley Cyrus é filha do astro country malérrimo Billy Ray Cyrus. Descobri por esta foto feita pela incrível Annie Leibovitz.

Read Full Post »

Older Posts »